Vacinação

IMUNIZAÇÃO


MUITAS PESSOAS ACHAM QUE VACINAS SÃO SOMENTE PARA AS CRIANÇAS. ISTO É UM ERRO !
PREVENIR DOENÇAS  É  DEVER DE TODOS. COMO ADULTO VOCÊ TAMBÉM NECESSITA DE ESTAR PROTEGIDO.
CONSULTE SEU MÉDICO TEMOS VACINAS QUE SE INICIAM NA INFÂNCIA, ESTENDE-SE A ADOLESCÊNCIA , VIDA ADULTA E CAMPANHAS ESPECIAIS PARA OS IDOSOS.


DOENÇAS


VARICELA OU CATAPORA
A Varicela(catapora) é uma doença infecciosa, altamente contagiosa, causada por um vírus chamado Varicela- Zoster.Este vírus pode causar a infecção primária, com quadro clínico de catapora ou sua reativação pode causar uma doença localizada na área de um ou mais nervos sensitivos recebendo o nome de Herpes-Zoster, conhecida como cobreiro.

 

MENINGITE
Meningite é uma infecção da meninge(membrana) que recobre o cérebro por elementos como:vírus, bactérias, fungos ou protozoários.


PNEUMOCÓCICA
A doença pneumocócica é causada pela bactéria Streptococcus pneumoniae, também conhecida como pneumococo. O pneumococo pode se colonizar no trato respiratório superior causando vários tipos de doenças invasivas como a bacteremia/septicemia(infecções bacterianas do sangue) e meningite (inflamação da membrana que reveste a medula espinhal ou o cérebro).Esta bactéria também pode ainda se propagar pelo nariz e garganta até o trato respiratório inferior e ouvido, o que pode resultar nas doenças não invasivas, incluindo pneumonia e otite média(infecção do ouvido médio).


HEPATITE A
A Hepatite A é uma doença infecciosa aguda causada por vírus que produz inflamação e necrose do fígado. A transmissão do vírus é fecal-oral através da ingestão de água e alimentos contaminados ou diretamente de uma pessoa para outra.A doença é mais comum onde a infra-estrutura de saneamento básico é inadequada ou inexistente.


HEPATITE B
É uma doença infecciosa, sexualmente transmissível que provoca inflamação no fígado. Pode ser transmitida por via sanguínea e perinatal(durante a gestação e o parto).Após a fase inflamatória o vírus pode ser eliminado naturalmente pelo organismo ou causar uma doença crônica que após alguns anos, pode levar a complicações hepáticas como a cirrose e o câncer de fígado.


PAPILOMAVÍRUS HUMANO
É uma lesão na região genital causada pelo Papilomavírus Humano(HPV). A doença também é conhecida como crista de galo, figueira ou cavalo de crista.

CAXUMBA
Também chamada de Parotidite, a caxumba é uma infecção viral aguda na glândula parótida que produz saliva e está localizada a frente e abaixo das orelhas.


COLÉRA
É uma infecção intestinal aguda causada pelo Vibrio cholerae que é uma bactéria capaz de produzir uma enterotoxina que causa diarréia.

FEBRE TIFÓIDE
Doença bacteriana aguda causada pela Salmonella typhi, predomina em locais onde as condições ambientais de higiene e saneameno básico são precárias.


ROTAVÍRUS
É uma infecção causada por um vírus varia desde um quadro leve de diarréia até um quadro mais grave levando a desidratação e secundariamente hospitalização.


COQUELUCHE
É uma doença infecciosa aguda que ataca o aparelho respiratório e se manifesta por violentos acessos de tosse, respiração ruidosa, expectoração e vômitos. Altamente contagiosa, a coqueluche é uma das mais graves doenças infantis.


DIFTERIA
A difteria é uma infecção aguda muito grave causada por uma bactéria que se aloja nas amígdalas, faringe, laringe e nariz e, ocasionalmente em outras mucosas e na pele.


RUBÉOLA
Doença infecciosa causada por vírus que acomete crianças e adultos, comumente benigna com febre, pequenas erupções na pele(rush) que dura aproximadamente 3dias e aumento de gânglios retroauriculares. Pode tornar-se potencialmente grave quando acomete mulheres  no primeiro trimeste da gestação, pois pode causar mal-formações no feto.


SARAMPO
O Sarampo é uma doença causada por vírus e transmitida por via respiratória. Ainda é uma das causas mais freqüentes de óbitos em crianças em países onde a vacinação em massa não é satisfatória.


TÉTANO
É uma infecção grave causada pela toxina de uma bactéria que entra no organismo por lesões de pele tais como cortes, arranhaduras, mordida de bicho. O tétano não é doença contagiosa.


TUBERCULOSE
É uma doença infecciosa causada pelo Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de koch, como doença pulmonar.Na realidade apesar de a tuberculose pulmonar ser a mais comum(90% dos casos) ela pode afetar outros órgãos como os rins, órgãos genitais, intestino delgado, ossos, etc.

 

VARICELA

Proteção: Vacina contra a Varicela ou Catapora

Doses:  Duas doses. A Partir dos 12meses e outra dose entre 4 e 6anos. Entre 6 e 12anos o intervalo é de três meses. A partir dos 13 anos o intervalo é de dois meses.
Aplicação:  Injecção Subcutânea.
Efeitos Colaterais: Inchaço e dor no local da aplicação. Efeito tardio entre cerca de 5 a 15dias após a vacinação há possibilidade de apresentar febre ou pequenas vesículas pelo corpo.
NÃO ADMINISTRAR ÁCIDO ACETIL SALICÍLICO EM NENHUMA HIPÓTESE ATÉ PELO MENOS 2MESES APÓS A APLICAÇÃO DA VACINA.
Contra Indicações:  Gravidez, vigência de febre, doença aguda ou crônica em evolução, imunocomprometidos graves, crianças portadoras do HIV sintomáticos ou não, hipersensibilidade a qualquer componente da vacina. Após uso de corticosteróides ou imunossupressores em doses elevadas deve-se aguardar pelo menos três meses


  MENINGOCÓCICA C
  
Proteção: vacina contra Meningite Bacteriana Meningocócica do tipo C.
Doses: 3 doses em crianças menores de 12 meses; dose única em crianças maiores de 12 meses.
Idade:  A partir dos 2 meses.
Aplicação:  Injeção intramuscular.
Efeitos Colaterais: Febre pós-vacinação, dor, inchaço ou no local da aplicação.
Contra Indicações: vigência de febre; hipersensibilidade a qualquer componente da vacina
 

HEPATITE A
  
Proteção:  vacina contra Hepatite A.
Doses:duas doses com intervalo mínimo de seis meses.
Idade:A partir dos 12 meses.
Aplicação:Injeção intramuscular.
Efeitos Colaterais:Febre pós-vacinação, dor, inchaço ou no local da aplicação.
Contra Indicações:vigência de febre; hipersensibilidade a qualquer componente da vacina. 

 
HEPATITE B
  
Proteção:vacina contra Hepatite B.
Doses:. intervalo de 30 dias da primeira para a segunda e de 6meses da primeira para a terceira.
Idade:Ao nascer ou qualquer idade 
Aplicação:Injeção intramuscular.
Efeitos Colaterais:febre, inchaço e dor no local da aplicação.
Contra Indicações:vigência de febre; hipersensibilidade a qualquer componente da vacina. 

 
HEPATITE A E B
  

Proteção:vacina combinada contra Hepatite A e B
Doses:três doses. intervalo de 30 dias da primeira para a segunda 6meses da primeira para a terceira
Idade:A partir dos 12 meses.
Aplicação:Injeção intramuscular.
Efeitos Colaterais:Febre pós-vacinação, dor, inchaço ou no local da aplicação.
Contra Indicações:vigência de febre; hipersensibilidade a qualquer componente da vacina. 

 
HPV
  
Proteção:Papilomavírus humano
Doses:3 doses. HPV(GSK)= 0 - 30 e 180dias e HPV(MSD) 0- 60 e 180 dias
Idade:Mulheres entre 9 e 26 anos
Aplicação:Intramuscular no deltóide.
Efeitos Colaterais:Os mais comuns são: dor no local da aplicação e inchaço, podendo ocorrer também febre.
Contra Indicações:Hipersensibilidade aos princípios ativos ou qualquer excipiente da vacina. 

 
CÓLERA
  
Proteção:Cólera
Doses:2 doses para adulto e 3 doses para crianças de 2 a 6 anos
Idade:A partir de 2 anos
Aplicação:Oral
Efeitos Colaterais:Podem ocorrer reações leves e tendem desaparecer até 48 horas como: dor abdominal, diarréia, febre, náuseas e vômitos. 

  
FEBRE TIFÓIDE


Doses:1 dose
Idade:A partir de 2 anos
Aplicação:Intramuscular ou Subcutânea
Efeitos Colaterais:Geralmente são leves e de curta duração, como: dor no local da aplicação, febre, dor de cabeça, náusea e dor abdominal.
Contra Indicações:Hipersensibilidade conhecida a um dos componentes da vacina.  


ROTAVÍRUS
  
Proteção:Rotavírus
Doses:2 doses
Idade:Primeira dose até 3 meses e 7 dias, com intervalo de 30 a 60 dias, e a segunda dose até 5 meses e 15 dias.
Aplicação:Via oral
Efeitos Colaterais:Os mais comuns são irritabilidade, perda de apetite, diarréia, vômito, flatulência, dor abdominal, regurgitação, febre e fadiga.
Contra Indicações:Não deve ser aplicada em crianças com hipersensibilidade conhecida após a administração prévia à vacina do Rotavírus, indivíduos com qualquer história de doença gastrointestinal crônica, inclusive má formação congênita do trato gastrointestinal, e crianças com imunodeficiência primária e secundária, incluindo crianças HIV positivas. 


 
DTPA TRÍPLICE ACELULAR
  
Proteção:vacina combinada contra Difteria, Tétano e Coqueluche.
Doses:mínimo de três doses. Adultos com vacinação completa deverão fazer o reforço de 10 em 10 anos.
Idade:a partir dos 2 meses.
Aplicação:Injeção intramuscular profunda.
Efeitos Colaterais:Crianças mais sensíveis podem apresentar febre pós-vacinação, dor, inchaço ou vermelhidão no local da aplicação.
Contra Indicações:vigência de febre; hipersensibilidade a qualquer componente da vacina. Após uso de corticosteróides ou imunossupressores em doses elevadas deve-se aguardar pelo menos três meses. 

 
HIB TIPO B
  
Proteção:vacina contra Haemophilus Influenza tipo B.
Doses:quatro doses dos 2 aos 15 meses. Dose única a partir de 12 meses aos 5 anos.
Idade:dos 2 aos 15 meses
Aplicação:Injeção intramuscular.
Efeitos Colaterais:Febre pós-vacinação, dor, inchaço ou vermelhidão no local da aplicação.
Contra Indicações:vigência de febre; hipersensibilidade a qualquer componente da vacina.  


S C R / MMR / TRÍLICE VIRAL
  
Proteção:vacina combinada contra Sarampo, Caxumba e Rubéola de vírus atenuados
Doses:duas doses em crianças menores de 5 anos. Em adultos dose única.
Idade:primeira entre 12 e 15 meses, a segunda entre 4 e 5 anos, ou em qualquer idade.
Aplicação:Injeção subcutânea.
Efeitos Colaterais:Inchaço e dor no local da aplicação. Efeito tardio entre cerca de 5 a 15 dias após a vacinação: há possibilidade de apresentar febre que pode ou não estar acompanhada de gânglios ligeiramente intumescidos, e/ou rush cutâneo leve. NÃO ADMINISTRAR ÁCIDO ACETIL SALICÍLICO EM NENHUMA HIPÓTESE ATÉ PELO MENOS DOIS MESES APÓS A APLICAÇÃO DA VACINA.
Contra Indicações:gravidez; vigência de febre; doença aguda ou crônica em evolução; imunocomprometidos graves; crianças HIV sintomático e adultos portadores do HIV sintomáticos ou não; hipersensibilidade a qualquer componente da vacina. Após uso de corticosteróides ou imunossupressores em doses elevadas deve-se aguardar pelo menos três meses. 

 
BCG
  
Proteção:vacina contra Tuberculose.
Doses:dose única, reforço somente em regiões endêmica para hanseníase.
Idade:Ao nascer , ou em outra idade quando necessário.
Aplicação:Injeção intradérmica
Efeitos Colaterais:Reação tardia, dependendo da sensibilidade de cada um. Após cerca de 4 a 8 semanas da vacinação, pode aparecer nódulo no local da aplicação, evoluindo para pústula rompendo e formando úlcera com crosta. Não se aplica nenhum medicamento no local na lesão. Lavar apenas com água. Algumas crianças não apresentam cicatriz local, nestes casos a recomendação dos Órgãos de Saúde é a revacinação após o 6º mês de vida.
Contra Indicações:Imunocomprometidos graves; crianças HIV sintomático e adultos portadores do HIV sintomáticos ou não; gravidez; vigência de febre; hipersensibilidade a qualquer componente da vacina. Após uso de corticosteróides ou imunossupressores em doses elevadas deve-se aguardar pelo menos três meses. 

 

   

 

 

 

 

 

 

Filosofia

Desde a sua fundação a Orto-Ped mantém uma filosofia do melhor atendimento ao paciente. O atendimento é realizado por médicos que apresentam titulo de especialista na sua área garantindo uma boa qualidade de atendimento, com diagnóstico preciso auxiliados com os modernos exames complementares.

Treinamento

Visando ao constante aperfeiçoamento de seus profissionais, a ORTO-PED elaborou um cronograma de reuniões científicas  para apresentação de casos de maior complexidade. Nas reuniões científicas são também ministradas palestras de atualização para a equipe médica.

Empresarial

A Unidade de tratamento Multidisciplinar foi estruturada dentro da nova concepção do espaço arquitetônico, projetado para disponibilizar todas as terapias no mesmo local transmitindo conforto e dinamismo.