Sem erros na hora da refeição - Ortoped

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Sem erros na hora da refeição

ARTIGOS
Sem erros na hora da refeição
Muitas vezes, os pequenos se recusam a comer, seja porque estão brincando e não querem parar, ou pelos argumentos “Não estou com fome”, “Não gosto dessa comida”. São muitos os motivos que tornam a hora do café da manhã, do almoço ou do jantar uma missão quase impossível.
Sabendo a importância da alimentação para a saúde, o bem-estar e a disposição das crianças, os pais tentam de tudo para que o filho deixe o prato limpinho, experimente novos alimentos e não recusem verduras, saladas e legumes. É, nessa hora, que podem acontecer alguns erros bem comuns cometidos pelos pais.
Um dos mais recorrentes é oferecer comida como recompensa. Pense em quantas vezes você ouviu da sua mãe ou avó que, se comesse toda a verdura, ganharia sobremesa? E quantas vezes você disse isso ao seu filhote? É normal querer estimular a criança a comer, porém, você já avaliou como pode estar sendo entendida essa “troca”? Seu pimpolho terá a impressão de que a verdura não é algo gostoso e que a sobremesa é o máximo. Sem contar que, dessa maneira, indiretamente, você acaba estimulando a antipatia do seu pimpolho pela verdura ou prato em questão.
Evite também os lanches fora de hora e não substitua as refeições. Todos nós sabemos que o ideal é fazer seis refeições por dia, mas, se você liberar um lanchinho extra, provavelmente seu filho irá rejeitar a comida que estará no prato mais tarde, afinal, ele não terá fome. Outra situação comum é substituir a alimentação pelo leitinho, o que é um erro. A criança deve, sim, tomar o leitinho diariamente, mas isso não deve acontecer no lugar das principais refeições – café da manhã, almoço e jantar.
Comendo com os olhos
A variedade dos alimentos e a apresentação dos pratos podem ser um grande segredo para a alimentação dos pequenos. Por isso, por mais que seu filho adore macarrão, por exemplo, evite servi-lo todos os dias. Estimule-o a experimentar novos sabores!
Todo mundo tem o direito de não gostar de algum tipo de comida, mas, para isso, é preciso degustar antes. Na hora de introduzir novos alimentos, que tal fazer um prato bem divertido?
O mais importante, sempre, é dar o exemplo. Afinal, não adianta você servir suco ao seu filho se, ao lado, você está tomando refrigerante. Por isso, policie também seus hábitos. Você, seu pequeno e a saúde dos dois só têm a ganhar.
Se seu filho persistir em recusar a comida, converse com o pediatra dele e tire todas as suas dúvidas.
Fonte : Blog Vida de Mãe
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal